Pages

Subscribe:

08 julho 2010

Experiências Diárias

Como vocês sabem, pra quem já leu todo meu Blog (sei que a maioria tem um baita preguiça de ler, mas tudo bem!), no meu dia a dia sempre estou surpreendendo a todos e a mim mesma, é claro!

Antes eu morria de vergonha (até os meus 17 anos), de chegar num lugar para comprar algo, pedir uma informação ou dá informação a desconhecidos, por simplesmente, inutilmente, ter vergonha da minha voz e fala (pensa né!), toda vez que falava achavam que eu era estrangeira ou não entendiam nada, e admito que isso me irritava e muito, já cheguei em casa aos choros por causa disso!

É claro que até hoje isso acontece mas minha reação é diferente! Semana passada, eu tinha acabado de sair da academia e minha mãe foi me buscar e tínhamos que fazer umas comprinhas como álcool, papel higiênico (que estava em grande falta em casa, rs), ração para minha poodle Melissa e cenoura para minha Hamster Bolota, e pra comprar tudo isso tive que parar em 3 Mini Box e para vocês derem uma idéias, nos 2 comércios que fui, uma pessoa em cada se estranho com minha cara! hauha

No comércio que fui comprar ração eu perguntei se tinha saco da ração pedigree e o cara não entendeu, perguntei de novo, mas quem entendeu foi outro cara que tava no lado desse, e o cara que não entendeu estava prestes pra rir e eu fiquei séria e encarei fixamente ele e pensei: tas pensando que és o que? Na hora, o cara fico sério e ignorei ele e dei atenção ao cara que foi educado comigo! E como não tinha o saco tive que levar um quilo.

Voltei pro carro e a mamãe me lembrou que eu tinha esquecido de comprar cenoura e fomos parar mais a frente em outro Mini Box. Fui lá e perguntei e tinha e pra minha surpresa, tinha um garotinho cara de pau de bicicleta atrás de mim que resolvei ir na minha frente pra ver  a minha cara e encarar porque eu falava daquele jeito e por estar usando aparelho auditivo, juro pra vocês, o menino fico me encarando e nessa vez eu tive que me segurar pra não rir! hauha

Entrando no carro a mamãe reparou que o menino ficava me encarando e eu disse:

___ Hi Mãe to até acostumada já!

e Mamãe:

___ Que bom minha filha, porque se ligarmos pra isso toda vez que acontece a gente fica doida!

Mas e num é gente? hehehehe

Nunca levem a sério a fato de você ter uma limitação física, encarem e se estranharem, ignorem! :) 


Desculpe os erros de português acima, li de novo e vi uns ai ai ai hauha

8 Comente!:

Cortezolli disse...

Gostei muito da tua história, fico sem jeito com outras coisas que me acontecem durante o dia. Me sinto mal para caramba também, agora vou lembrar do teu exemplo de superação sempre que ocorrer, beijo.

Gabi VA. disse...

heheh, obrigada por ler o Blog, bom na vida requer tempo e paciência pra superar tudo, isso é todo dia mesmo! :D Obrigada viu beijos e aBraços

Rafaela disse...

Ai mana vc sabe que eu sei bem o que e isso, esse negocio de ficarem olhando, e as vezes nem olhar de cara feia resolve so rindo pra não chorar hehehe, e engraçado quando to com a Nane, ela não se agueta e diz bem alto "acho que to cagada" tão olhando pra gente, e a gente ri juntas ela fica com raiva pq ficam me olhando kkkkk

Gabi VA. disse...

hehehe Rafaela, mas temos realmente umas amigas que levam a raiva junto com a gente e é muito engraçado, mas te entendo, tem hora que não dá pra rir, mas temos que fazer o possível pq tem cada espécie na rua né hauhaua

Li de novo esse post e vi uns erros de português e corrigi ai meu deus q mico né, mas é a vida!

Marcela disse...

Ahahahaha!
Perdi a conta de qtas vezes acharam que eu era estrangeira!kkkk
Mtas vezes meu namorada tirava vantagens, como por exemplo, quando eu estava no Rio de Janeiro com ela, uam vendedora achou que eu fosse estrangeira, meu namorado fingiu que sim, que eu era da França e estava ali visitando o Rio...kkkkkkk
Nessas situações eu levo numa boa hj em dia, mas antes era muito irritante :(

Gabi VA. disse...

Verdade né, sempre confundido a gente com estrangeiro por ai Marcelaa!!
é muito engraçado, quando começou isso comigo tb ficava muito irritada, mas a gente aprende a levar na brincadeira hauhauahua BirgADA POR seguir Meu Blog!!

Gui Chazan disse...

Já passei por essa situação de vergonha, mas não era por receio de não ser entendido, era medo de não entender o que o desconhecido iria falar, afinal, não sabemos quão bem uma pessoa articula os lábios, né? Hoje em dia isso já passou, ainda bem :)

Mas queria compartilhar uma história que achei bem parecida com a tua, hehe. Fui comprar um lanche na hora do almoço com uma das tias na universidade e comecei a conversar com ela, falando beeem devagar e ainda usava uma camiseta escrito "Paris". Não deu outra, depois de um tempo ela perguntou se eu era francês hehe. Isso e considerando que franceses (estereotipados) são também conhecidos por não tomar banho, achei graça da situação hehe. Bom, na hora foi engraçado >.<

Gabi VA. disse...

Guiiii hauhau somos estrangeiros, pra tudo que é canto, como você, especialmente se estamos com uma roupa ou um jeito de se vestir a le turista huaauhuha

Isso é impressionante, e olha que achei que só acontecesse comigo, depois que comecei a ver outras histórias como a sua, fiquei tão aliava por não morar na selva um dia com um Mico hahahahahahaha

Oh vida boa né!

Postar um comentário

Quero Comentários!